Sobre a natureza e a importância da conscientização

30/09/2020

Que precisamos cuidar da natureza e dos animais nós já sabemos, né? Mas será que estamos conscientes diariamente sobre o reflexo das nossas atitudes e escolhas, no mundo?

Quando se opta por um produto testado em animais por exemplo, já sabemos como isso é prejudicial pra si mesmo e para o mundo animal. 

Mas e nas outras escolhas do dia a dia, você também busca se conscientizar?

Vamos nos questionar juntos?! ♥


Como está seu consumo de água hoje? 

Já tem sua própria sacola de compras no supermercado ou continua aceitando as sacolas plásticas?

Nas vezes em que se viu com um lixo na mão e sem um lixeiro próximo, qual foi sua escolha?

Enquanto escova os dentes ou lava a louça, deixa a torneira aberta?

Já optou lavar na máquina poucas peças de roupa mesmo tendo a opção de deixar para lavar em maior quantidade?

Já pegou seu carro pra ir em um lugar que poderia ter ido a pé? 

Já comprou um produto e jogou fora a embalagem sem lavá-la? 

Você separa seu lixo? 

Já teve a opção de usar o transporte coletivo ou sua bicicleta e mesmo assim escolheu seu automóvel?


Pois bem, se você disse sim para alguma ou algumas dessas perguntas, você infelizmente contribuiu ou contribui para a poluição, o desperdício e o aquecimento global. 

E é engraçado como a gente vai esquecendo do impacto das nossas pequenas ações, né? Focamos no grande, nas construções civis em meio às matas, nas grandes indústrias que diariamente fazem a queima de combustíveis fósseis para geração de energia, nas queimadas criminosas, e esquecemos que nós diariamente também temos uma escolha.

Você sabia que de janeiro até o final de agosto de 2020 o fogo no Pantanal brasileiro já havia queimado uma área correspondente a 12 cidades de São Paulo? Sim, são 18.646 km2, cerca de 12% da área total do bioma, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

E a somatória da falta de chuva que gerou a maior seca em 47 anos, o acúmulo de biomassa inflamável e a ação humana que resultaram no caos que o Pantanal vive hoje.

Gramíneas e arbustos podem renascer em até cinco anos, mas as florestas, os cambarais e a fauna podem levar entre 20 e 30 anos para se recuperarem completamente. 

Já parou pra pensar quantos anos você terá?


Por isso hoje, estamos lhe convidando a refletir sobre as ações e escolhas diárias, levando em consideração que o Pantanal não está tão longe de nós e o impacto afeta a todos. 


A mãe natureza está pedindo socorro.

Você está fazendo a sua parte?